terça-feira, 6 de setembro de 2011

[XV Bienal do Livro Rio apresenta novidades do mercado de livros eletrônicos]

kindle (1)
Foto:Reprodução
Seminário entre representantes do Brasil, França, Alemanha e Espanha discute as possibilidades de facilitar o acesso à leitura por meio de publicações digitais
Na primeira edição da Bienal do Livro Rio com um espaço voltado para o universo digital, os corredores e pavilhões do Riocentro mostram a convivência entre os livros tradicionais e os eletrônicos. Mais do que oferecer exemplares para a venda e download, a festa literária põs à disposição do público no espaço Bienal Digital a possibilidade de degustar – muitos, pela primeira vez – equipamentos do mundo editorial voltado para o mercado digital como e-books, tablets das principais marcas, como  Motorola, Apple, Samsung e Semp Toshiba, e e-readers. Neste espaço, os visitantes terão a oportunidade de entrar em contato com as novas tecnologias que ditam a transformação do mercado editorial. 
Cada vez mais em voga, a união de tecnologia com a leitura é algo que conquistou até mesmo veteranos do mercado. O cartunista e escritor Ziraldo lançou o Menino Maluquinho pela primeira vez em e-books, e gostou da idéia: “É moderníssimo, uma coisa mágica! Já usei todas as formas como teatro, jornais, televisão, cinema e agora o e-book. O importante é que a garotada está gostando”, disse. Para o superintendente da Editora Melhoramentos, Breno Lerner, os e-books são fundamentais para atrair o público mais jovem para o universo das palavras. “Tudo segue um fluxo natural, e a internet e suas tecnologias estão dominando o cenário atual, e os livros não tinham como fugir disso.”
A XV Bienal do Livro Rio, uma iniciativa do SNEL (Sindicato Nacional dos Editores de Livro) em parceira com a Fagga | GL exhibitons, acontece no Riocento até o dia 11.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente