sexta-feira, 5 de agosto de 2011

[HISTÓRIAS DE MISTÉRIO, de Lygia Fagundes Telles]

Foto: Reprodução
O primeiro livro que li de Lygia foi Ciranda de Pedra, (1954), um clássico da literatura que reproduz o comportamento humano e seus relacionamentos. Assim como As meninas, foi adaptado pela TV, este, mostrando a desestruturação de uma família burguesa e a dissolução dos costumes. Lembrei destes livros, pois sai esta semana mais uma bela reunião de contos da escritora Lygia Fagundes Telles.  

Com temas como a ansiedade e a morte, e o desamparo diante da perda do amor. Histórias de Mistério apresenta ao mesmo tempo  a surpresa, e o inusitado surgindo sem aviso do cotidiano bem conhecido. É o que acontece, por exemplo, em “As formigas”, um dos contos onde duas estudantes alugam um quarto no sótão de uma pensão e descobrem, abandonado pelo locatário mais recente, um caixotinho cheio de ossos. Assustadas, elas veem como noite após noite uma fileira maciça de formigas entra na caixa e, aparentemente, não sai. As formigas parecem ter uma missão. 

Nesse e nos outros contos deste livro, o leitor encontrará os temas e o clima que caracterizam os contos de Lygia Fagundes Telles, escritos na linguagem ao mesmo tempo delicada e incisiva de uma das maiores escritoras brasileiras de nosso tempo. Para quem gosta de Lygia, um belo presente. Eu adoro.

Sobre a autora

Foto: Reprodução

Lygia nasceu e vive em São Paulo. Considerada pela crítica uma das mais importantes escritoras brasileiras, publicou ainda na adolescência o seu primeiro livro de contos, Porão e sobrado (1938). Estudou direito e educação física antes de se dedicar exclusivamente à literatura. Foi eleita para a Academia Brasileira de Letras em 1985 e em 2005 recebeu o Prêmio Camões, o mais importante da literatura de língua portuguesa.


Histórias de Mistério
Editora Companhia das Letras  
Gênero_Contos
Folheando o mistério_64 páginas
Quanto vale_R$  24,50 (muito acessível) 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente