terça-feira, 5 de julho de 2011

[A MASSAGISTA JAPONESA, de Moacir Sclair]

Foto: reprodução

A massagista japonesa reúne 35 crônicas de Moacyr Scliar escritas na década de 80. Traduzido em vários idiomas , com um olhar aguçado para captar o absurdo, Scliar dá novos contornos ao mundano, denunciando pelo grotesco as loucuras do dia a dia. Como foi uma característica permanente de seu trabalho como cronista, o autor usa como matéria-prima pequenos detalhes do cotidiano, sempre permeado pelo humor. No texto que empresta o nome ao livro, o choque de realidade causado pela massagista japonesa é apenas um exemplo da grande arte que é escrever sobre miudezas da vida.


Sobre o autor
Foto: reprodução

O autor que faleceu em fevereiro de 2011, era Formado em medicina, trabalhou como médico especialista em saúde pública e professor universitário. nasceu no Bom Fim, bairro que concentra a comunidade judaicaSua prolífica obra consiste de crônicas, contos, romances, ensaios e literatura infantojuvenil. Suas obras frequentemente abordavam a imigração judaica no Brasil, mas também tratam de temas como o socialismo, a medicina (área de sua formação), a vida de classe média e vários outros assuntos. O autor já teve obras suas traduzidas para doze idiomas. Moacyr Scliar foi colunista dos jornais Zero Hora e Folha de S.Paulo e colaborou em vários órgãos da imprensa no país e no exterior. Tem textos adaptados para cinema, teatro, tevê e rádio, inclusive no ex­te­rior. Em 2003, foi eleito membro da Academia Brasileira de Letras.

Scliar publicou mais de setenta livros. Seu estilo leve e irônico lhe garantiu um público bastante amplo de leitores, e em 2003 foi eleito para a Academia Brasileira de Letras, tendo recebido antes uma grande quantidade de prêmios literários como o Jabuti (1988, 1993 e 2009), o Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) (1989) e o Casa de las Américas (1989).


A Massagista Japonesa
de Moacir Sclair

Editora LPM
Folheando_128 páginas
Quanto vale a massagem japonesa_ a partir de R$ 10,69

2 comentários:

  1. Sempre gostei muito de crônicas e achei o post bastante interessante. Não conhecia o livro, mas já tinha ouvido falar do autor. Certamente é um livro que deve valer a pena ser lembrado na hora de rever minha wishlist.

    Bjo,
    escrevendoloucamente.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Que bom que gostou! Volte sempre para acompanhar as novidades!

    ResponderExcluir

Comente