terça-feira, 26 de julho de 2011

[FELIZ POR NADA, de Martha Medeiros]

 Foto: Reprodução

Martha Medeiros acaba de lançar Feliz por nada, seu novo livro de crônicas, pela editora LPM. 
 
O título surgiu numa troca de e-mails com sua melhor amiga. 'Perguntei como ela estava e ela respondeu: “Sabe aqueles dias em que se está feliz por nada”? Martha achou a expressão muito iluminada, solar, e acabou escrevendo uma crônica a respeito, que está incluída nessa nova coletânea.  De um pequeno fato, a escritora buscar uma reflexão maior de fatos que possam ser lidos a qualquer tempo.

Publicados originalmente nos jornais "Zero Hora" e "O Globo", de onde é colunista, os textos abordam o que há de mais íntimo e, ao mesmo tempo, comum em nosso cotidiano.

E exatamente por fazer observações precisas, bem-humoradas e irônicas sobre os constantes fatos da vida, suas letras (das mais prestigiadas, com razão, diga-se) adquirem tons de conselhos, críticas e bate-papos amigáveis sobre os mais diferentes assuntos.

A capacidade da escritora de transformar tudo em uma saborosa crônica satisfaz o leitor, que se identifica no comentário de algum novo livro ou ao ler sobre seu saudosismo infantil e a beleza de colecionar e montar álbuns de figurinhas.

De acordo com a autora, o segredo para ser “Feliz por nada” é não pensar muito nisso e tratar de viver, fazendo o melhor que a gente pode, sem ficar se cobrando desumanamente.

Sobre a autora

 Foto:Reprodução
Martha Medeiros (1961) é gaúcha de Porto Alegre, onde reside desde que nasceu. Fez sua carreira profissional na área de Propaganda e Publicidade, tenho trabalhado como redatora e diretora de criação  em vária agências daquela cidade. Em 1993, a literatura fez com que a autora, que nessa ocasião já tinha publicado três livros, deixasse de lado essa carreira e se mudasse para Santiago do Chile, onde ficou por oito meses apenas escrevendo poesia.

De volta ao Brasil, começou a colaborar com crônicas para o jornal Zero Hora, de Porto Alegre, onde até hoje mantém coluna no caderno ZH Donna, que circula aos domingos, e outra — às quartas-feiras — no Segundo Caderno. Escreve, também, uma coluna semanal para o sítio Almas Gêmeas e  colabora com a revista Época.

Seu primeiro livro, Strip-Tease (1985), Editora Brasiliense - São Paulo, foi o primeiro de seus trabalhos publicados. Seguiram-se Meia noite e um quarto (1987), Persona non grata (1991), De cara lavada (1995), Poesia Reunida (1998), Geração Bivolt (1995), Topless (1997) e Santiago do Chile (1996).  Seu livro de crônicas Trem-Bala (1999), já na 9a. edição, foi adaptado com sucesso para o teatro, sob direção de Irene Brietzke. A autora é casada e tem duas filhas. 
Feliz por Nada
Editora  LPM
de Martha Medeiros 
Folheando a felicidade_216 páginas
Quanto vale Ser Feliz por nada_R$ 26,30   
Onde comprar: pelo telefone 0800-140090 ou pelo site da Livraria da Folha
 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente