quarta-feira, 27 de julho de 2011

[CARTAS PARA JULIETA, de Lise Friedman e Ceil Friedman ]

Foto: Reprodução

Demorei para pegar este livro para ler. Mas em um só fôlego, terminei hoje, 'Cartas para Julieta'. Os personagens eternamente apaixonados, Romeu e Julieta, criados por William Shakespeare ainda hoje, atrem milhões de visitantes a Verona, na Itália, ano após ano. Mas essa é apenas uma parte da história. Já que todos os dias, cartas de amor que foram inspiração para o filme “Cartas para Julieta” e que costumam ter como endereço simplesmente “Julieta, Verona”, chegam à cidade, aos montes, e em quase todas as línguas possíveis e imagináveis, escritas por românticos que buscam os conselhos de Julieta. E, surpreendentemente, nenhuma fica sem resposta. 

Escrito pelas irmãs Lise Friedman e Ceil Friedman, o livro Cartas para Julieta, lançamento da Editora Seoman, selo da Pensamento-Cultrix, conta a história dessas cartas e dos voluntários que vêm escrevendo respostas para elas durante mais de sete décadas. O livro poético, com uma seleção de cartas sinceras, é perfeito para qualquer pessoa que já tenha sentido as dores do amor e leva o leitor até os monumentos que alimentaram a lenda de Julieta e seu Romeu.



O filme
Foto: Reprodução
 
O filme, levado para as telonas, no ano passado (junho) está nas locadoras. E como as adaptações são sempre uma releitura da mesma história, nele, Sophie (Amanda Seyfried) trabalha como checadora na redação da revista The New Yorker e busca uma oportunidade para mostrar seu talento também como repórter. Ela e seu noivo Victor (Gael García Bernal), um chef, viajam para Verona para a Lua de Mel. Uma vez na Itália, a jovem americana encontra as Secretárias de Julieta, senhoras que respondem as cartas de mulheres apaixonadas. Abre-se, então, um mundo extremamente romântico, onde o amor sempre volta, mesmo que tenha se passado mais de 50 anos.



Sobre as autoras:
Foto: Reprodução

Lise Friedman é professora na New York University's Gallatin School, escreve frequentemente sobre as artes performáticas para diversas publicações e colaborou para um site on-line focado em artes e cultura. Ceil Friedmean se mudou de Nova York para Verona, há 21 anos, para ficar com seu próprio Romeu, onde ela escreve, traduz livros, e produz azeite orgânico. Ela também colaborou com o Festival de Cinema della Lessinia. Lise e Ceil Friedmean estão disponíveis para entrevistas via e-mail."

Cartas para Julieta
Editora Seoman, selo da Pensamento-Cultrix
Com 176 páginas, o livro custa R$34,90. 
É beeem pequeno, mas, se seguir a premissa de que ' o livro é melhor que o filme', já vale a pena o preço.  


E a minha pilha de livros de cabeceira está  diminuindo! 





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente