segunda-feira, 20 de junho de 2011

[PAUL McCARTNEY - UMA VIDA, de Peter Ames Carlin]

                                                                                                                                                                                 Foto: Reprodução

Mais do que uma estrela do rock e celebridade, Paul McCartney pode ser considerado um ídolo da cultura contemporânea. Nascido em 18 de junho de 1942 em Liverpool, Inglaterra Paul ganhou de seu pai o  primeiro instrumento musical:  um trumpete, no ano de 1956. Paul que ficou um pouco decepcionado com o presente, pediu ao seu pai para trocar por um violão. Troca feita, o jovem Paul começou a praticar. Como era canhoto, mudou a ordem das cordas, já que não conseguia tocar destro. 

No ano seguinte, Paul foi apresentado a John Lennon, aceitando seu convite para entrar no Quarrymen Skiffle Group, que depois de muitos anos, nomes e formações, viraria os Beatles. O sucesso mundial e a fortuna chegaram nos anos 60 com o grupo que ousou mudar a música e a mentalidade de uma geração. Desavenças pessoais e profissionais interromperam a carreira dos Beatles. Os integrantes da banda desenvolveram estilos próprios muito diferentes entre si durante os anos. Todos já tinham famílias a quem também queriam se dedicar. A banda acaba oficialmente em 1970.


Depois que Paul McCartney saiu dos Beatles, decidiu continuar fazendo música. Lançou um disco solo em 1970 e outro em parceria com sua esposa, Linda, no ano seguinte. Ainda em 1971, McCartney formou os Wings e consegue um certo sucesso, emplacando vários hits nas paradas de todo o planeta. A década de setenta manteve Paul ocupado junto ao conjunto, entre muitas prisões por porte de drogas e confusões nos shows. As vésperas de uma seqüência de shows pelo Japão, Paul foi preso novamente por porte de maconha. Chegou a ficar na prisão por nove dias. 

Os motivos do fim da banda ainda são escusos, mas cogita-se que os músicos, insatisfeitos com a perda do contrato das apresentações no Japão (consequentemente, com a perca do dinheiro que iriam ganhar com os shows) e com o remuneração baixa, resolveram sair da banda.

Daí para a frente, toda a trajetória do ex-beatle stá na sua recém lançada biografia Paul McCartney - Uma vida, do jornalista Peter Ames Carlin, que aborda a vida pessoal e profissional do roqueiro. Não autorizada, restou ao autor conversar com personagens secundários e apelar para entrevistas já existentes — em uma pesquisa que durou anos — para descobrir curiosidades e fatos obscuros. Publicado originalmente em 2009 nos Estados Unidos, o livro dividiu opiniões: enquanto muitos o encararam como uma obra produzida por um fã, parte do público descreveu o título como tendo uma visão um tanto quanto negativa sobre o artista. 

A verdade é que um trabalho raro por focar sua atenção exclusivamente em Paul McCartney. Também é digno de nota o fato de ser uma das obras mais atuais sobre o músico. 


Sobre o autor

                                                                                       Foto: Reprodução

Peter Ames Carlin nasceu em Syracuse, Nova York, e creceu em Seatle, Washingtom. Trabalhou como escritor sênior da revista People e hoje atua como reporter de cultura do jornal The Oregonian. Autor de um best-seller da lista  do jornal New York Times, Cath a wave: The rise, fall and redemption of the Beach Boy´s Brian Wilson, Peter vive atualmente em Portland, Oregon.
 
PAUL McCARTNEY - UMA VIDA, de  Peter Ames Carlin
Editora Nova Fronteira
Leia em 400 páginas

Pagando o preço de  na Siciliano.com R$ 28,39 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente