quarta-feira, 22 de setembro de 2010

[NÃO HÁ SILÊNCIO QUE NÃO TERMINE Meus anos de cativeiro na Selva colombiana, de Ingrid Betancourt]



Uma reconstituição dos seis anos que Ingrid Betancourt passou nas mãos de comandos das FARCS – organização guerrilheira narcotraficante da Colômbia, é descrita em narrativas do cativeiro, com reflexões sobre a morte, que a rondava permanentemente, misturadas ao desejo de liberdade e o poder.

Levada para a selva, viajou em barcos, caminhões, à pé e isolada do convivio familiar e do mundo exterior, viveu por seis anos em meio a guerrilheiros fortemente armados. Cartas e vídeos enviados à família como “provas de vida”, acabou por chamar a atenção do mundo todo, para o conflito que ainda hoje ameaça a paz na América Latina .

Sobre a autora

ingrib


Ingrid Betancourt é filha de uma tradiconal família colombiana. Nascida em Bogotá, Colômbia, no ano de 1961, foi educada na Europa deciciu abandonar a vida segura e confortável, para se dedicar aos problemas de seu país tão conturbado. Sem  nunca perder as esperanças de lutar pela política marcada pela violência e corrupção.

Foi deputada, senadora e fundou o Partido Oxigênio Verde em 1998, interessada em promover o diálogo entre as facções da gurra civil, que há anos dilacerava a Colômbia. Quando candidatou-se à Presidência em 2001, foi sequestrada junto com diversoso assessores e seguranças, em um episódio que até hoje ´emal explicado. 

O bem-sucedidofim do sequestro, em julho de 2008, encerra o livro num tom de cautelosa esperança dedicada à preocupação dos reféns que ainda continuam em  poder das Farcs.

Impressões_Se como eu, o leiitor, ou leitora, conseguir 'visualizar os locais' e 'dividir os sentimentos' que Ingrid descreve, de forma tão real e, não menos assustadora, o livro cumprirá o seu papel. Por diversas passagens 'eu' senti o que 'ela' sentia, mas, acreditei que a força da esperança era sim, maior que o 'desistir'! Instigante...

Gênero Biografia (os meu preferido)
Editora Companhia das Letras
Folheando_560 páginas
Preço médio_R$ 45,00  na Cultura

Trecho
Sozinha, encharcada e trêmula, contemplei aquele mundo que já não me era acessível. Era tão tentador confessar-me vencida e voltar ao seco e ao calor! Contemplei aquele espaço iluminado, pensando que não podia me afligir com minha sorte, e repeti para mim mesma: "Tenho que ir embora, tenho que ir embora, tenho que ir embora!".  Ingrid Betancourt


Um comentário:

  1. O livro é excelente! A narrativa é muito real, e nos conecta com o mundo triste, e difícil que Igrid vivenciou! Ela nos prova que o ser humano tem a capacidade de superar tudo, quado tem força e razão para viver! Os detalhes nos permitem visualizar esse mundo em que as Farc é a lei e que seu preparo mental vale tanto quato o físico. Uma esperiêcia de vida, muito bem contada. Vale a pena ler!

    ResponderExcluir

Comente