sexta-feira, 30 de julho de 2010

[FAZE-ME FALTA, de INÊS PEDROZA]


fazes-me-falta


Por causa da boa aceitação de Fica comigo esta noite (2008), a escritora e jornalista portuguesa Inês Pedrosa,  relança Fazes-me falta (2003), o livro que a consagrou. 

É talvez um dos mais intrigantes romances portugueses da década, com uma narrativa em duas vozes, no qual um casal reflete sobre a relação amorosa interrompida pela morte prematura da mulher, aos 37 anos. Feminista de primeira hora, Inês é conhecida por seu engajamento em causas como a união entre pessoas do mesmo sexo e a descriminalização do aborto. Se a militância na vida real é explícita, na obra ela aparece de forma mais discreta. 

A personagem feminina é uma professora que se envolve na política de forma idealista. Ela não carrega bandeiras nem faz discursos, mas é possível perceber, de forma sutil, muitas vezes nas entrelinhas, críticas ao machismo da sociedade, às diferenças sociais e outras questões. Inês criou uma estrutura na qual cada capítulo, que dura em geral duas ou três páginas, traz o pensamento de um deles, em forma alternada. 

O estilo de escrever de cada personagem é diferente do outro, o que torna desnecessária a alteração do tipo de letras usado em cada texto. No fundo, é como se cada capítulo fosse uma carta que um escreve ao outro. A questão é que nenhum dos dois tem conhecimento do que o outro escreveu. Isso é ainda mais interessante quando percebemos que volta e meia os textos se cruzam de forma a dialogar indiretamente entre si.

Ines Pedroza
Sobre a autora
Jornalista portuguesa, Inês iniciou sua carreira na literatura em 1992. é licenciada em Comunicação Social pela Universidade Nova de Lisboa. Trabalhou em vários jornais ("O Jornal", "JL", "O Independente", "Expresso") e revistas ("Marie Claire", de que foi diretora durante 3 anos e "Ler"). O seu primeiro romance, "A Instrução dos Amantes", foi publicado em 1992, e nele traçava as estratégias da vida adulta sobre um microcosmos de adolescentes suburbanos. Cinco anos mais tarde surgiu "Nas Tuas Mãos", onde a autora nos leva a imaginar o Portugal das últimas décadas, através das emoções das três protagonistas, três mulheres (avó, mãe e filha) que cruzam destinos e memórias que atravessam o século XX.

Publicou ainda uma magnífica "Fotobiografia de Cardoso Pires", e os livros "20 Mulheres para o Século XX" e "Poemas de Amor (antologia de poesia portuguesa)", que seleccionou, organizou e prefaciou, ambos editados por Publicações D. Quixote.


Editora ALFAGUARA

Folheando_272 páginas
Não vai "fazer falta"_R$ 37,90

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente