sábado, 15 de maio de 2010

[MULTIPLA ESCOLHA, de LYA LUFT]


Acabo de ler, um livro que ganhei no Dia das Mães. É a nova coletânea sobre a modernidade de Lya Luft. De fato achei perfeito para repensar e pensar nas escolhas, que não apenas eu, mas, todos nós fazemos ao longo de nossas vidas. Falando de velhice, consumismo, medo das diferenças, os textos singelos e diretos desta mulher tão sensível e real,  merecem ser lidos e relidos.

Em Multipla Escolha, Lya, a autora recorre ao Teatro da Vida para mostrar que estamos apenas em um cenário (vida) com muitas portas, que estão ali ou que nós criamos ao longo da 'peça'. Algumas destas portas só se abrem, outras só se fecham; outras ainda se escancaram sobre um 'nada'. E ao abrirmos uma delas — é nossa a opção de escolha — é quando  se delineia a casa que chamamos nossa existência, e começam a surgir os aposentos onde vamos colocando a mobília, os objetos, abrindo as janelas, escolhendo as pessoas,  descobrindo um pátio que talvez leve a muitos caminhos. Somos os autores e os personagens dnssa cena complexa. Nos vestimos nos camarins, rimos ou choramos atrás das cortinas. Também vendemos entradas; às vezes a alma.  

Múltipla Escolha fala sobre alguns mitos da nossa cultura, que, embora criados por nós, dificultam essa tarefa existencial. Fala também de audácia e fervor, e de alegria quando escapamos dessas armadilhas e nos construímos do jeito que dá. Utopia, romantismo ou real possibilidade, as primeiras páginas de cada livro entreabrem a cortina: dos dois lados do palco, meu leitor e eu trocamos sinais.



Este livro da Editora Record, tem 132 páginas (dá para ler em um fim de semana 'tranquilamente", e tem o preço de capa em R$ 32,90 (Mas, alguns sites, como eu sempre digo, fazem bons descontos).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente