quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

[MORTE DO AUTOR DE O APANHADOR NO CAMPO DE CENTEIO]



J.D.Salinger ficou famoso com o clássico "O apanhador no Campo de Centeio", por um episódio inusitado: O assassino de John Lennon estava de posse de um exemplar do livro, quando matou o Beatle. Foi o suficiente para as vendas do livro disparar. Eu mesma fui atrás do meu exemplar pois queria entender se o livro influenciara de alguma forma o ato. Era o ano de 1980 e eu estava em sala de aula na faculdade quando soube da notícia.


O romance "O apanhador no campo de centeio", com seu imortal protagonista - o rebelde Holden Caulfield -, foi lançado em 1951 durante o período da Guerra Fria. A história de alienação juvenil e perda da inocência foi adotada por adolescentes em todo o mundo e ainda hoje vende cerca de 250 mil cópias por ano. No total, já são mais de 60 milhões de exemplares em diversas línguas.

No Brasil, "O apanhador no campo de centeio", a coleção de contos "Nove histórias" (53) e o romance "Franny & Zooey" (61) são publicados pela Editora do Autor. Já "Carpinteiros, levantem bem alto a cumeeira & Seymour, uma apresentaçao", que reúne duas histórias do autor de 63, foi editada por aqui pela L&PM, Brasiliense e Companhia das Letras.


O famoso escritor morreu de causas naturais aos 91 anos de idade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente